Segurança Pessoal

segurnca-pessoal

A segurança no dia-a-dia é algo que depende muito de nós mesmos. Pequenas mudanças de atitude podem ser importantíssimas para livrar-nos de situações desagradáveis. Tomar algumas precauções não custa nada a ninguém e pode significar a salvação numa hora de emergência. Afinal, quando o assunto é segurança, 90% são prevenção, 5% reação e 5% sorte.

• Esteja sempre atento quando andar pelas ruas da sua cidade, pois os ladrões costumam fi car observando a maneira de agir das pessoas. Geralmente eles atacam aquelas que aparentam ser mais
displicentes.

• Repare se está sendo seguido por algum estranho, especialmente caso as ruas estejam desertas, como acontece às altas horas da noite e aos fi nais de semana.

• Transporte sua bolsa ou pasta executiva à sua frente, sob o seu olhar. Mantenha-a entre o braço e o corpo, com a mão sobre o zíper ou botão de abertura. Caminhe preferencialmente pelo lado
interno da calçada.

• Evite usar muitas jóias ou relógios caros, que possam chamar a atenção de assaltantes. Na maioria das vezes, a discrição é algo que pode evitar um assalto.

• Preste muita atenção se notar a presença de um indivíduo suspeito nas proximidades dos locais que você costuma frequentar. E se notar que a situação poderá implicar em algum tipo de risco, chame a Polícia imediatamente.

• Telefones celulares, computadores portáteis (notebooks, palmtops, etc…) devem ser levados com muita discrição. Quando conduzidos no carro devem ser colocados no porta-malas.

• Evite abrir sua bolsa ou carteira em locais de grande fluxo de pessoas. Separe com antecedência pequenas quantias para pagar um lanche, café ou transporte coletivo.

• Não carregue consigo objetos de valor elevado, muitos cartões de crédito, grandes quantias em dinheiro ou todos os seus documentos, se isso não for extremamente necessário.

• Procure não beber exageradamente. O álcool reduz o nosso nível de consciência, bem como a nossa capacidade de percepção e reação.

• Jamais tente reagir se for abordado por um assaltante e procure obedecer às determinações que ele lhe impor. Nunca conte com ponderação por parte do marginal.

• Tente fazer com que a duração do assalto seja a mais breve possível, pois dessa maneira sua vida estará em risco por um espaço de tempo menor.

• Preocupe-se sempre em evitar assaltos. Atue na prevenção, adquira uma postura segura e proativa, pois a surpresa é a principal arma dos bandidos.

• Nunca crie situações que façam o bandido sentir que está perdendo o controle. Também não revide agressões contra você ou seus acompanhantes.

• Não transmita raiva ou sentimento de vingança em relação ao bandido. Isto poderá fazer com que ele torne-se mais violento e, dessa maneira, sua vida correrá riscos ainda maiores do que já está
correndo.

• O ladrão drogado ou embriagado tem reflexos alterados. Sendo assim, faça tudo com muita calma e com movimentos suaves, de preferência avisando-o antes sobre qualquer ação que for executar.

• Evite movimentos bruscos e fale somente o necessário para responder aos questionamentos do marginal, ou indicar uma ação sua, como pegar a carteira no bolso de trás da calça ou no bolso
interno de seu paletó.

• Durante um assalto não resista, entregue os objetos de valor que esteja portando. Não há nada mais valioso que a sua vida.

• Lembre-se: o objetivo principal é sobreviver ao assalto. Pessoas que são assaltadas e saem vivas não viram manchetes de jornal. Pessoas mortas, sim.

• Lembre-se de que muitos bandidos agem em duplas, portanto não tente desafi ar ou mostrar confi ança excessiva no momento de um assalto.

• Mantenha a calma, mesmo que o marginal esteja apontando uma arma na sua direção.

• Caso você presencie um assalto, procure afastar-se rápido, porém, discretamente. Telefone para a Polícia e repasse o maior número de informações possíveis.

• E no caso de sofrer um assalto, tão logo esteja em condições, procure uma Delegacia de Polícia para registrar um Boletim de Ocorrência (B.O.).